Postado em: 09/05/2019

Maior peixe de escamas de água doce do mundo e nativo da bacia Amazônica, o pirarucu tem uma inquestionável importância cultural, social e econômica para os povos indígenas e comunidades tradicionais da região. Podendo atingir até três metros de comprimento e pesar 200 kg, o peixe teve o seu manejo implementado em 1999, na Reserva de Desenvolvimento Sustentável de Mamirauá, e hoje está presente em 34 áreas protegidas e/ou com Acordos de Pesca devidamente autorizados pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Clique aqui e saiba mais.

POR REDAÇÃO GLOBO RURAL