A ANR, Instituição parceira do SindRio, apresenta resultado de sua 4ª pesquisa sobre o setor.

Em quase 100 dias de portas fechadas e operando somente com delivery e take away, o setor de bares e restaurantes segue enfrentando empecilhos para ter linhas de crédito.

A nova pesquisa da ANR, a quarta da série Covid-19 e primeira em parceria com a consultoria Galunion, especializada no mercado de food service, apontou que 76% das empresas que buscaram novas linhas de crédito para financiar o negócio tiveram suas propostas recusadas. O mesmo percentual se aplica às empresas que já fizeram uso da MP 936, a MP dos Salários, aprovada pelo Senado na semana passada e ainda aguardando a sanção presidencial.

O percentual sobe para 86% quando se aplica às redes. Pela MP, as empresas podem suspender ou reduzir jornadas dos trabalhadores. Com a aprovação pelo Congresso, caberá ao executivo decidir o tempo de prorrogação. A expectativa do setor é de que o prazo, que já supera 60 dias da edição da MP, seja estendido para 120 dias.

A pesquisa ANR | Galunion foi realizada com empresas de todo o país entre os dias 5 e 17 de junho. Outro dado revela que 72% das empresas já promoveram demissões. A ANR estima que o total de desempregados no setor seja de cerca de 1,2 milhão de trabalhadores até o momento.

 

Confira a pesquisa na íntegra: Pesquisa ANR n.º4.

Reprodução: ANR.