Confira, a seguir, os dados do setor de Bares e Restaurantes do Rio de Janeiro.

ICMS

Em março, o recolhimento de ICMS do total das atividades avançou 8,5% no Estado do Rio, na
comparação com o mesmo mês do ano anterior – resultado influenciado pelo maior número de dias
úteis em março de 2020 pela ocorrência do carnaval em fevereiro, inverso de 2019.

No que diz respeito à atividade de Bares e Restaurantes, a arrecadação de ICMS recuou 11,5% no mesmo período – pior resultado desde setembro de 2017, após os dois primeiros meses do ano registrarem a volta do crescimento na arrecadação do setor.

Em termos de receita do setor, que em 2019 faturou R$ 11,3 bilhões no estado do Rio de Janeiro, as
medidas de contenção do Coronavírus e isolamento social afetaram fortemente as atividades das
empresas. Em março, o faturamento estimado do setor de Bares e Restaurantes no estado do Rio foi
de R$ 777,1 milhões, com queda de R$ 101,4 milhões na comparação como março de 2019.

Faturamento

Assim, no primeiro trimestre do ano, o faturamento das empresas recuou 2,4% (R$ 72,8 milhões), com o crescimento observado em janeiro e fevereiro influenciando positivamente. Destaca-se que, como as
medidas de combate ao vírus paralisaram as atividades a partir de meados de março, o impacto mais
forte será sentido, sobretudo, no mês de abril (abaixo segue tabela com as mesmas estimativas para
o município do Rio – Em 2019 a estimativa de faturamento do setor na cidade foi de R$ 5,6 bilhões).

Inflação

Na região metropolitana do Rio de Janeiro, o IPCA-RJ variou +0,46% em março, resultado
acima do registrado em fevereiro (-0,02%). Os principais destaques positivos do índice no mês vieram
dos grupos Alimentos e Bebidas (+1,53%) e Habitação (+1,22%).

Em Alimentos e Bebidas, os aumentos de preços ficaram concentrados, principalmente, em Tubérculos, Raízes e Legumes (+24,09%), enquanto em Habitação a subida dos preços ocorreu principalmente pelo aumento na Energia Elétrica Residencial (+4,21%). No acumulado do ano até março, o IPCA-RJ registrou variação de +0,5%, menor valor para os últimos dez anos – refletindo o desaquecimento da economia no período.

Acesse na íntegra: Destaques e breve análise – SindRio – Março 2020

Você também pode acessar a tabela: Dados mensais – SindRio – Março 2020