O Presidente do SindRio, Fernando Blower, participou nesta manhã (16) de duas reuniões extraordinárias para tratar das ações de controle do coronavírus.

O primeiro encontro foi realizado com o Governador Wilson Witzel e representantes do trade turístico. Na sequência, foi realizada uma reunião com o secretariado do Governo do Estado do Rio de Janeiro. Estiveram presentes o Secretário de Desenvolvimento Lucas Tristão, Secretário de Turismo Otávio Leite, e Secretário da Fazenda Luiz Cláudio Rodrigues de Carvalho.

Em uma longa defesa do setor Fernando Blower falou sobre a importância econômica e o impacto que poderá ser causado com fortes medidas restritivas. “Nosso setor emprega diretamente no Estado 160 mil pessoas, 15 mil empresas, sendo quase 40% pequenas e médias. Mais de 1 milhão de pessoas na região metropolitana do Rio terão impacto direto”, explicou.

Blower também listou medidas preventivas que visam garantir a segurança do consumidor e manter, ainda que minimamente, o funcionamento de bares e restaurantes na cidade. “Existem medidas que atendem as condições da Vigilância Sanitária e mantém estabelecimentos abertos, como: limitar o salão a 100 lugares, a restrição de atender apenas metade da capacidade de assentos, garantir distância de 1 metro entre as mesas, fazer um controle rigoroso na assepsia e incluir restrições de horário”, listou.

Outra sugestão foi de manter os serviços de delivery e take out. Segundo Fernando, ainda que haja um impacto na economia tais medidas podem ajudar a diminuir o prejuízo. O que nós estamos propondo é uma série de medidas restritivas que garantam a segurança de clientes e funcionários, e que permitam a continuidade no fornecimento de refeições no Rio, porque só os supermercados não vão dar conta.”

Também estiveram presentes representantes dos setores, como supermercados (Asserj), hotéis (Accor), agentes de viagens (Abav), eventos (Abeoc e Apresenta Rio), entre outros.

Confira a mensagem do presidente do SindRio na íntegra: