Publicado em: 11/07/2019

O SindRio promoveu ontem (quarta-feira, dia 10) uma palestra gratuita com o co-fundador e CEO do ChefsClub, Guilherme Mynseen. Na palestra Guilherme contou suas impressões sobre a NRA Show, feira com foco no mercado de food service internacional, onde compradores e vendedores se reuniram em maio, em Chicago, nos Estados Unidos, para fazer negócios e aprender uns com os outros, promovendo relacionamentos e ideias.

Foram quatro dias de evento, doze palestras, 2.300 expositores e 40 mil empresários de 110 países e 50 segmentos diferentes da indústria num ecossistema inteiro no mercado de alimentação.

Confira os principais tópicos sob o olhar do Guilherme Mynseen:

  • Dois conceitos que foram muito falados na feira foram Bran Purpose – o que os seus clientes querem mais o que você de fato é e Cause Marketing – marcas com um propósito que se conecta com o consumidor.
  • O dado é Rei! Foco no ROI (retorno sobre investimento) e na interpretação dos dados que a tecnologia oferece. Diga adeus ao achismo e às decisões tomadas por impulso.
  • Alternativas à proteína animal: 70% já trocam a carne pelo menos 1 x na semana e 93% dos consumidores do hambúrguer sem carne compram também o tradicional. Os restaurantes precisam se adaptar a esta nova realidade, muito mais sustentável e inclusiva.
  • Chegamos ao fim da era gas – coke – cigar nos postos de combustíveis. Comida é conveniência. Teremos cada vez mais lojas com boas opções de alimentação para o consumidor.
  • O “boom” do delivery veio de 5 anos pra cá. Ifood, Uber Eats e Rappi são os aplicativos mais usados por aqui. A Netflix contribuiu para aumentar o delivery também. Temos um consumidor cada vez mais conectado. E o desafio das franqueadoras é oferecer entrega em casa e “fechar a conta”. Como incrementar o consumo?

 

  • Bebidas e sobremesas são pouco pedidas para entrega. O CMV, é igual ao estoque inicial (EI) somado às compras (C) e menos o estoque final (EF), de drinques, é o melhor. Meu cliente (do restaurante) ou cliente do parceiro (aplicativo)?
  • “Execution is the name of the game”. Foco no cliente – Ele (e tudo o que ele diz) é o que realmente importa. Customização é chave – Menus flexíveis respeitando a individualidade do cliente.
  • Dois casos internacionais que têm aplicativos próprios e também estão presentes por aqui: o Starbucks tem 15 milhões de usuários e o Outback economizou 25 milhões de dólares em marketing. Eles oferecem recompensa para os funcionários que adicionarem usuários para o app de fidelidade.
  • Choque de gerações! O desafio de se comunicar e conectar com gerações tão diferentes? Quem é seu público-alvo? Qual é o seu posicionamento? Precisamos responder essas perguntas antes mesmo de abrir o negócio. 
  • Yelp é um guia para comércio local, forte em alimentação, com avaliações dos usuários. O “tripadvisor” da gastronomia. Conseguem mostrar dados de busca para definir onde abrir novas operações. Pessoas querem sair para estar com pessoas queridas e amigos mas sempre tem uma tela de celular por perto. Gestão da fila como algo poderoso. O atendimento ainda faz toda a diferença (recuperação e ao vivo). Dos reviews respondidos em 24 horas ou menos, 33% são revertidos.