Publicado em: 26/06/2019

O Sindicado de Bares e Restaurantes do Rio de Janeiro (SindRio) recebeu, nesta terça-feira (25), a oficina culinária do chef Roland Villard como parte da programação do projeto Gosto da Amazônia. O chef francês foi o último convidado das oficinas culinárias do Gosto da Amazônia.

O chef preparou o filé de pirarucu selado na frigideira, acompanhado de purê de couve flor com algas e farofa de sardinha com castanha de caju.  Para finalizar, frutas (abacaxi, maracujá, manga, mamão e melancia) cortadas bem pequenas foram usadas para um vinagrete.

Roland foi de Fortaleza até a Amazônia de barco em 2005 e contou que as quatro coisas para salvar a floresta são: turismo, medicina, Zona Franca e gastronomia. Ele se surpreendeu com o pirarucu que é um peixe que pode ser congelado e mesmo assim parece fresco. “Temperar e provar sempre”, deu a dica o chef francês, além de tirar dúvidas sobre a receita.

“O pirarucu é para gerar renda mas antes de tudo para se alimentar, contou a ecochef Teresa Corção, idealizadora do projeto. E ela também lembrou: “Os franceses vieram nos mostrar que nossos produtos, como as frutas, são ótimos e trouxeram a técnica francesa”.

Desenvolvido a partir da necessidade de conquistar novos mercados e um número maior de consumidores para o produto, o Gosto da Amazônia é fruto de uma parceria entre as instituições responsáveis pelo manejo do pirarucu, o Instituto Maniva, cuja missão é promover a melhoria da qualidade alimentar da sociedade, valorizando o modelo de produção familiar e sustentável, e o Sindicato de Bares e Restaurantes do Rio (SindRio), que representa institucionalmente mais de 11.000 estabelecimentos na cidade e está sempre em busca de novidades e melhorias para o setor.

A influenciadora do “O que fazer no Rio”, Suzzane Moraes comentou: “É um incentivo muito bacana para o consumo do pirarucu e o Rio de Janeiro ter a oportunidade de degustar um peixe tão saboroso é ótimo”.

Na primeira etapa do projeto, 15 chefs da cidade testaram e aprovaram o pirarucu de manejo, e após a realização das oficinas no SindRio estão previstas mais três iniciativas para estimular o consumo do produto no Rio: nove chefs viajarão para a Amazônia e conhecerão de perto a pesca do pirarucu e seus impactos sociais e econômicos nas comunidades que participam do manejo; em agosto, um quiosque especializado em receitas de pirarucu de manejo e uma barraca na feira de produtores com produtos amazônicos marcarão presença dentro do maior evento de Gastronomia do país, o Rio Gastronomia; e de 20 de setembro a 06 de outubro será realizado o Festival Gosto da Amazônia no CADEG, com restaurantes servindo pratos especiais preparados com pirarucu e lojas do mercado vendendo produtos da Amazônia.

#gostodaamazonia #pirarucudemanejo  #sindrio #pirarucusoseforlegal #gastronomiabrasileira #saboresamazonicos #rolandvillard #ecochefs #institutomaniva