Postado em: 10/12/2018

Rio de Janeiro foi a segunda capital que mais gerou postos de trabalho formais no setor de Bares e Restaurantes no país.

Confira os destaques e uma breve análise:

– No Brasil, foram criados 5.165 novos empregos no setor em outubro. Assim, o país acumula no ano fechamento de 1.042 postos de trabalho.

–  O Rio de Janeiro, por sua vez, foi a segunda capital que mais gerou postos de trabalho formais no setor de Bares e Restaurantes no país (+237). Esse foi o segundo mês consecutivo em que a cidade ficou atrás apenas de São Paulo (+401) na geração de empregos no setor. Contudo, no ano, o Rio de Janeiro segue com saldo negativo na geração de postos de trabalho – entre janeiro e outubro de 2018 foram fechadas 877 vagas de emprego no setor.

– No mês, Maracanã (+523) foi o bairro da capital fluminense que mais gerou empregos – fechando o período com mais do que o dobro do saldo agregado da cidade.  

– No ano, Maracanã (+507), Galeão (+160) e Glória (+113) são os principais destaques positivos.

– recolhimento de ICMS do total das atividades recuou 3% no estado no Rio, na comparação com o mesmo período do ano anterior. No que diz respeito à atividade de Bares e Restaurantesa arrecadação de ICMS avançou 0,6%.

– No acumulado do ano, a arrecadação de ICMS do total das atividades avança 7,3%, enquanto da atividade de Bares e Restaurantes apresenta queda de 1,5%.

– Inflação: Na região metropolitana do Rio de Janeiro, o IPCA-RJ variou +0,21% em outubro, resultado abaixo do registrado em setembro (+0,38%).  As principais contribuições positivas para o desempenho do índice no mês vieram do grupo Transportes (+0,62%, ante +1,28%) e da Saúde e Cuidados Pessoais (+0,56% nos dois meses), mesmo com a desaceleração de ambos frente ao mês anterior. Por outro lado, os grupos Alimentos e Bebidas (-0,08%, ante -0,06%) e Habitação (-0,06%, ante +0,33%) apresentaram as únicas influências negativas para o índice no mês. No acumulado dos últimos 12 meses até outubro, o IPCA-RJ registrou variação de +4,74%, acima do registrado em setembro (+4,62%).

Dados mensais – Bares e Restaurantes – Outubro